quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Rotary Club Hermann Blumenau encerra 2013 com duas ações de responsabilidade social

Nesta quinta, 350 crianças da rua Coripós
serão contempladas com kit escolar


O Rotary Club Hermann Blumenau encerra o ano de 2013 com duas ações de responsabilidade social. A primeira ocorre na noite desta quinta-feira, dia 19 de dezembro, na rua Coripós. Pelo 10º ano consecutivo, o clube de serviço realiza a promoção “Sonho de Natal”, contemplando 350 crianças da localidade com mochilas contendo kits escolares. A ação tem apoio da empresa Taschibra, de Indaial. A festa começa 20 horas, nas dependências da Igreja Nossa Senhora Aparecida.

Além da entrega de kits, a noite terá a presença do Papai Noel e será servido ainda cachorro quente, pipoca, refrigerantes e balas. A ação social encerra uma programação iniciada no último dia 13. Na oportunidade 132 famílias previamente cadastradas receberam cestas básicas da promoção “Natal sem Fome”, também patrocinada pelos associados ao Rotary Hermann Blumenau.

Desde o ano passado o Hermann Blumenau promove ações sociais na rua Coripós, por intermédio do Núcleo Rotário de Desenvolvimento Comunitário (NRDC). Em 2012, além do “Sonho de Natal” foi viabilizada a construção de um parque infantil num espaço cedido pela Igreja, envolvendo ainda a Casa da Amizade, a associação de moradores e a Escola Modelo da Furb (arquitetura). O objetivo do núcleo é unir a comunidade em torno de discussões e ações para resolução de seus problemas e melhoria da qualidade de vida no local.

Segunda ação: Natal sem Fome

Em seu 14º ano de realização, a promoção “Natal sem Fome” é uma ação conjunta do Rotary Club Hermann Blumenau e o CTG Fogo de Chão. Com apoio de patrocinadores – empresas e pessoas físicas – foram arrecadados aproximadamente 30 toneladas de alimentos não perecíveis, armazenadas em 1.500 cestas básicas com 20 quilos cada. Na manhã desta sexta, dia 20, os padrinhos e entidades agraciadas com as doações, farão a retirada dos kits, no CTG Fogo de Chão.

Ao longo de 13 anos, a promoção já arrecadou 257,5 toneladas -- quase 13 mil cestas básicas.

Gratos pela divulgação,
  
Giovani Vitória
Jornalista
Informe Comunicação
Rotary Club Hermann Blumenau
Comissão de Imagem Pública
Telefone de contato: (47) 9112.9200

Bl. 18/12/13.

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Até a lua cheia apareceu para reverenciar Mauro Longo

No dia em que completaria 74 anos, o ex-jogador Mauro Longo recebeu uma justa homenagem do Grêmio Esportivo Olímpico e da filha única, Marina Rafaela. Uma parte de suas cinzas foi depositada em um vaso junto com uma muda de ipê amarelo. Outra parte foi jogada no meio-campo campo do Clube, posição onde atuava e onde conquistou o título estadual de 1964. Mauro Longo faleceu no dia 05 novembro.

A cremação foi um pedido de Mauro Longo, pedindo ainda para a família que depositassem parte de suas cinzas no Olímpico e no seu refúgio, na praia de Canto Grande, em Bombinhas.

Foi uma homenagem simples e rápida, mas emocionante e reuniu amigos mais próximos, diretoria do Olímpico e os profissionais de imprensa, com direito a uma visita especial da lua cheia, coincidindo com o de sua fase exatamente na noite do dia 17 de dezembro.

A muda de ipê amarelo, uma das árvores preferidas de Mauro Longo, será plantada em um local especial e definitivo, segundo informou o presidente Braulino Pontes. “Será escolhido um lugar onde ela ficará para sempre, independente das ampliações que possam ocorrer dentro do clube”, explicou.

Para fechar a noite de homenagens com brilho todo especial, ocorreu um show de fogos de artifícios. Mais uma das coisas que Mauro Longo apreciava.

— Tenho muito orgulho da história que meu pai construiu. Lembro no hospital, quando ele estava internado, que alguns médicos contavam que não tinham conseguido um autógrafo dele na época de jogador e que foram atrás dele para isso — relembrou Marina, visivelmente emocionada.

Quem foi Mauro Longo

Mauro Longo fez história no futebol de Blumenau e Santa Catarina. Foi vestindo a camisa grená do Grêmio Esportivo Olímpico que ajudou o Clube a conquistar o título estadual de futebol em 1964 – o último dos dois únicos títulos conquistados por um time da cidade no futebol catarinense, repetindo o feito do mesmo Olímpico, no ano de 1949,

O time de 1964 era comandado por Aducci Vidal. O título veio após uma vitória em casa sobre o Inter de Lages, pelo placar de 3 a 1. A temporada vitoriosa do Olímpico, tendo Mauro Longo como um dos maestros da meia-cancha daquele grupo, foi marcada por uma campanha de 47 jogos. Foram 30 vitórias, 10 empates e apenas seis derrotas, em um ano, um mês e uma semana, com 63 gols marcados a favor e 32 contra, com 70 pontos ganhos.

Com a saída do Olímpico do futebol profissional, em 1970, Longo ainda defendeu as cores do Palmeiras Esporte Clube – rival do Clube da Baixada. Mas sempre deixou claro que seu único time de coração era o Olímpico.

Na década de 90, na gestão 1993/1994, Mauro Longo presidiu o Grêmio Esportivo Olímpico, antecedendo o atual presidente, Braulino Pontes.

Gratos pela divulgação

Giovani Vitória
Jornalista
Informe Comunicação
Bl. 17/12/13.



domingo, 15 de dezembro de 2013

Mauro Longo terá cinzas depositadas no campo do Olímpico

Família atendeu desejo do jogador, campeão estadual de 1964 e ex-presidente do Clube Com fotos de divulgação do acervo do Olímpico
As cinzas de Mauro Longo, campeão estadual de futebol em 1964 e ex-presidente do Grêmio Esportivo Olímpico, serão depositadas no campo do Clube. O ato ocorrerá na noite da próxima terça-feira, dia 17 de dezembro, às 20h30, atendendo um pedido em vida do ex-jogador e dirigente, falecido no último dia 05 de novembro. A data escolhida coincide com seu aniversário, quando completaria 74 anos de idade. Será uma solenidade simples, mas marcante, com muita saudade e emoção, de acordo com Braulino Pontes, presidente do Olímpico. Oportunidade para que familiares, amigos, sócios e conhecidos de Mauro Longo possam fazer suas últimas homenagens. No ato, a filha do ex-jogador (Daniela) fará a doação de todo acervo particular de Mauro Longo, lembrando sua história no Clube da Baixada. Ela reside em São Paulo e virá para Blumenau, exclusivamente, para participar da homenagem póstuma ao pai. Mauro Longo fez história no futebol de Blumenau e Santa Catarina. Foi vestindo a camisa grená do Grêmio Esportivo Olímpico que ajudou o Clube a conquistar o título estadual de futebol em 1964 – o último dos dois únicos títulos conquistados por um time da cidade no futebol catarinense, repetindo o feito do mesmo Olímpico, no ano de 1949, O time de 1964 era comandado por Aducci Vidal. O título veio após uma vitória em casa sobre o Inter de Lages, pelo placar de 3 a 1. A temporada vitoriosa da equipe de Aducci, tendo Mauro Longo como um dos maestros da meia-cancha daquele grupo, foi marcada por uma campanha de 47 jogos. Foram 30 vitórias, 10 empates e apenas seis derrotas, em um ano, um mês e uma semana, com 63 gols marcados a favor e 32 contra, com 70 pontos ganhos. Com a saída do Olímpico do futebol profissional, em 1970, Longo ainda defendeu as cores do Palmeiras Esporte Clube – rival do Clube da Baixada. Mas sempre deixou claro que seu único time de coração era o Olímpico. Na década de 90, na gestão 1993/1994, Mauro Longo presidiu o Grêmio Esportivo Olímpico, antecedendo o atual presidente, Braulino Pontes. CONVITE O QUE: Solenidade de depósito das cinzas de Mauro Longo. ONDE: Campo do Grêmio Esportivo Olímpico – Alameda Rio Branco, em Blumenau. QUANDO: Dia 17 de dezembro de 2013 (Terça-feira). HORA: 20h30. Contamos com sua presença! Gratos pela divulgação, Giovani Vitória Jornalista Informe Comunicação Bl. 15/12/13.